Polícia prende ex-fotógrafo com 67 obras sacras em SP

A Delegacia Seccional de Bebedouro, no interior de São Paulo, está investigando a origem de possíveis 67 obras sacras (oratórios, castiçais, crucifixos, estátuas, candelabros e quadros), apreendidas nesta manhã com o ex-fotógrafo da Polícia Científica do Estado, Daniel Toledo da Silva, de 54 anos. A Polícia investiga se pertenciam a igrejas paulistas e mineiras. Silva foi preso porque tinha contra ele um mandado de prisão expedido desde 17 de janeiro de 2006 em Oliveira (MG), por condenação de sete anos de prisão por furto qualificado e formação de quadrilha.

BRÁS HENRIQUE, Agência Estado

14 de abril de 2010 | 20h24

O ex-fotógrafo tinha antecedentes criminais em São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Com ele foram apreendidas ainda 13 munições de calibres 32 e 28.

Em depoimento, Silva negou que tenha furtado as peças e disse que ele as esculpiu. Ele teria passado por cidades históricas, como Tiradentes e São João Del Rey, e ultimamente tentava comercializar as peças em Bebedouro.

Mais conteúdo sobre:
obras sacrasBebedouroprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.