Polícia prende grupo suspeito de abuso infantil na Bulgária

A polícia da Bulgária prendeu 20 homens suspeitos de serem membros de um grupo de crime organizado que distribui arquivos de vídeo com cenas de abuso sexual de crianças com idade entre dois e 11 anos, afirmou nesta quarta-feira o Ministério do Interior.

REUTERS

26 Outubro 2011 | 19h31

Uma unidade da polícia especializada apreendeu computadores, discos rígidos e outros equipamentos depois de buscas em várias cidades do país dos Bálcãs, incluindo a capital Sofia.

"Arquivos de vídeo criados através do Skype foram encontrados e mostraram crianças sendo forçadas a realizar os pedidos perversos de homens adultos", disse o Ministério do Interior em comunicado.

Os suspeitos são acusados de posse e distribuição de material contendo pornografia infantil, disse Yavor Kolev, chefe da unidade de crimes cibernéticos, segundo a Rádio Nacional da Bulgária.

Se forem considerados culpados, os homens poderão ser condenados a seis anos de prisão.

(Reportagem de Irina Ivanova)

Mais conteúdo sobre:
BULGARIA ABUSO INFANTIL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.