Polícia prende sete integrantes do PCC no RS

Grupo estava tentando vender carga de couro roubada em Franca, no interior de São Paulo

SOLANGE SPIGLIATTI, estadao.com.br

15 de agosto de 2007 | 09h27

Sete pessoas acusadas de ligação com a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) foram presas ontem, em Novo Hamburgo, no Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul.   João de Deus da Silva, o suposto líder do grupo, e outros seis suspeitos foram presos quando tentavam vender no mercado gaúcho uma carga de couro, no valor de cerca de R$ 2 milhões, roubada de uma fábrica de calçados em Franca, no interior de São Paulo, no mês passado. De acordo com o delegado João Bancolini, da 3ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana, a prisão faz parte da operação Reconquista, iniciada no mês passado, com o objetivo de controlar a criminalidade principalmente no bairro de Canudos, em Novo Hamburgo.   No total, 32 pessoas já foram presas, entre as quais supostos integrantes de quadrilhas de bancos, de roubo de carros e latrocidas.

Tudo o que sabemos sobre:
PCC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.