Polícia tcheca encontra 12 armas em missão palestina, diz jornal

A polícia tcheca encontrou 12 armas, incluindo pistolas e metralhadoras, na missão palestina em Praga após uma explosão que matou o embaixador em sua residência na semana passada, disse o chefe da polícia no domingo.

Reuters

05 de janeiro de 2014 | 14h28

A polícia disse que a explosão que matou o embaixador Jamal al-Jamal depois que ele abriu um cofre pode ter sido causada por mau uso de um dispositivo destinado a protegê-lo.

Após o incidente, os investigadores encontraram armas não licenciadas no complexo da missão palestina que inclui a embaixada e a residência. Mas a polícia não tinha imediatamente detalhes da quantidade ou tipo de armas.

O website do jornal diário Mlada Fronta Dnes informou que 12 armas foram descobertas, confirmando o número com o chefe da polícia nacional Martin Cervicek, que se recusou a dizer quantas pistolas ou metralhadoras foram encontradas.

Uma porta-voz da polícia não estava disponível para comentar.

Uma autoridade palestina, falando sob condição de anonimato, disse à Reuters na quinta-feira que o pessoal da missão tinha entregado suas armas para as autoridades tchecas.

(Reportagem de Jason Hovet)

Mais conteúdo sobre:
TCHECAPOLICIAARMAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.