Policiais civis criam 'hino da greve' em São Paulo

Categoria está parada há 48 dias e pede negociação salarial com governo do Estado

Cláudio Dias, de O Estado de S. Paulo,

04 Novembro 2008 | 11h55

Policiais civis de São Paulo postaram no site de uma das entidades de classe um vídeo com um áudio anônimo batizado de "hino da greve". O som gravado de forma artesanal com apenas duas frases tem apenas 52 segundos e teria sido montado pelos próprios policiais como forma de protesto. A categoria permanece em greve por tempo indeterminado. Uma nova reunião foi marcada para quinta-feira e na pauta de discussões não existe nada marcado com o governo estadual.    Veja também: 'Serra vai agüentar greve de até 720 dias', diz políciaMendes critica greve de 'poder armado' da polícia em SPOuça o hino da greve dos policiais civis   O hino é quase um jingle e começa com uma introdução que lembra a canção "Pra Não Dizer Que Não Falei Das Flores", de Geraldo Vandré. A letra diz assim: "....contra o arrocho salarial, policial quer fazer greve geral. É opressão e covardia, é repressão e tirania, contra o arrocho salarial, policial quer fazer greve geral!" No vídeo postado, aparecem imagens do confronto da Polícia Civil com a Polícia Militar e frases como "Pior Salário Do Brasil" (uma alusão ao fato de o governador do Estado, José Serra, ser do PSDB).O vídeo termina com uma mensagem do autor: "Autoria: nunca saberão (senão tomarei um bonde)." Segundo José Martins Leal, presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (Sindpesp), o vídeo foi trazido pelos policiais e postado em forma de protesto. "O autor é anônimo e acho que isso não atrapalha nada, porque a letra não compromete ninguém", diz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.