Policiais de PE humilham suspeitos em vídeo na internet

Os policiais militares integrantes da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) de Pernambuco gravaram cenas de humilhação com detentos jovens e postaram o vídeo na internet. Em uma das cenas dois jovens algemados são obrigados a dar beijo na boca, em outro vídeo, um grupo de adolescentes tem que dizer "eu sou muito feio", balançando a cabeça de um lado para o outro, regidos por um policial. Os vídeos foram realizados no final do ano passado e têm duração, no total, de 63 segundos. Os abusos foram condenados em nota oficial distribuída hoje pelo Comando da Polícia Militar de Pernambuco, que promete punição aos autores e retirada dos vídeos da internet. A nota pede às pessoas mostradas nos vídeos que denunciem e ajudem a identificar os policiais e à população que denuncie abusos deste tipo. O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) considerou a atitude criminosa, e criticou o abuso de poder e a impunidade. De acordo com a integrante do MNDH, Ronidalva Melo, o movimento solicitou providências à Ouvidoria do Estado e à Corregedoria da PM e pediu audiência com o Ministério Público estadual e com o governador Eduardo Campos (PSB) com o objetivo de discutir medidas de controle e formas de punir exemplarmente os policiais, se possível, com indenização, em dinheiro, às vítimas.De acordo com a assessoria de imprensa da PM, os vídeos foram feitos em junho do ano passado. O comandante da Rocam, capitão Afonso Queiroga, disse ter tomado conhecimento do fato através da imprensa e supõe que alguns dos autores dos abusos já tenham sido afastados da corporação em meio a 90 policiais que foram demitidos quando ele tomou posse, em novembro do ano passado - 45 deles por desvio de conduta. "Quem faz isso (os vídeos) deve ter algum distúrbio, alguma doença", afirmou, acrescentando que fará uma investigação rigorosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.