Poluição industrial da UE aumenta entre 2001 e 2004

As emissões industriais feitas na UniãoEuropéia (UE), de gases que causam a mudança climática, como dióxidode carbono e óxido nitroso, aumentaram 9% e 8,5%, respectivamente,de 2001 a 2004, segundo o Inventário Europeu de Emissões dePoluentes.Esta informação põe em destaque, segundo a Comissão Européia(CE), que o problema dos poluentes emitidos na atmosfera "seagravou", especialmente no caso dos gases do efeito estufa.Em comunicado, a CE assinala que as emissões de gases poluentesna atmosfera, como o cianeto de hidrogênio e os hidrocarbonetosaromáticos policíclicos, aumentaram 79% e 53%, respectivamente. As emissões de poluentes da água, como os cianetos, os fenóis eo mercúrio aumentaram 69%, 35% e 52%, respectivamente.No entanto, os dados do inventário, que levam em conta 12.000empresas, destacam que entre 2001 e 2004 a situação melhorou emrelação aos resíduos de poluentes orgânicos (-11%), fósforo (-16%) enitrogênio (-14%). Segundo a comissão, esta diminuição dos resíduos sedeve "provavelmente ao crescente número de fábricas de tratamento deáguas residuais que contam com instalações e equipes mais eficazes".A comparação geral permite afirmar "que a quantidade total deemissões foi, em geral, maior em 2004 que em 2001", embora os dados de2004 sejam mais precisos, com um maior número de empresas e maispaíses ao levar em conta a última ampliação da União Européia (UE).Os dados por países, setor industrial e poluentes podem serconsultados na internet.Está prevista para abril de 2007 a publicação de um relatóriodetalhado do registro de emissões, que permitirá à CE analisar emprofundidade a situação, a fim de propor novas medidas ou modificaras atuais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.