População de boto vermelho diminui 10% a cada ano

A população de boto-vermelho está diminuindo 10% ao ano em algumas regiões da Amazônia. O resultado foi obtido por pesquisas realizadas pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), por meio do Projeto Boto, e divulgadas este mês.

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

15 Outubro 2011 | 12h59

Uma das razões para a redução, segundo os estudos realizados na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (RDSM), seria o aumento da matança para a pesca da piracatinga, um peixe necrófago conhecido como urubu d''água.

Para discutir o problema, o Laboratório de Mamíferos Aquáticos (LMA) do Inpa, a Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa) e a Sociedade Mundial de Proteção Animal (WSPA) realizarão um workshop na terça-feira, em Manaus.

"Esse golfinho endêmico da nossa região tem sido cruelmente abatido para ser usado como isca na pesca de um bagre, a piracatinga. Por isso, queremos estabelecer um processo que resulte na elaboração de ações efetivas para eliminar essa atividade cruel e insustentável na região", afirmou a coordenadora do LMA e conselheira da Ampa, Vera da Silva.

Mais conteúdo sobre:
pesca irregular boto vermelho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.