Porto de Santos terá operação especial de tráfego por conta de incêndio

Será implantada nesta segunda-feira, 06, uma operação especial de controle de tráfego de caminhões para acesso ao Porto de Santos, no litoral sul de São Paulo, por causa do incêndio no pátio da Ultracargo, na área industrial da Alemoa. Desde o começo do incêndio, às 10h de quinta-feira, 02, o acesso ao Porto pelo Viaduto da Alemoa, no km 64 da Rodovia Anchieta, está fechado. Este acesso fica pouco antes da entrada da cidade (km 65), e desemboca na Avenida Engenheiro Augusto Barata, chamada de Reta da Alemoa, bem em frente ao pátio da Ultracargo.

LUIZ ALEXANDRE SOUZA VENTURA, Estadão Conteúdo

05 Abril 2015 | 18h37

A operação, coordenada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), pretende evitar um eventual bloqueio da Rodovia Anchieta, provocado pelo tráfego de caminhões. Nesta segunda-feira, a interligação Anchieta-Imigrantes será utilizada exclusivamente para essa operação. Desta forma, somente caminhões e ônibus serão liberados. Não será permitido o tráfego de carros de passeio, que deverão usar somente a Rodovia dos Imigrantes.

Os caminhões com destino à margem direita do cais santista serão abordados em dois pontos, pela Polícia Rodoviária e por funcionários da concessionária Ecovias. Primeiro no km 40 da pista sul da Rodovia dos Imigrantes, logo após a praça de pedágio. E depois na pista leste da interligação (Imigrantes-Anchieta) onde ficarão estacionados para orientação e liberação gradual. No final da Via Anchieta, será formada uma fila única para liberar a estrada ao tráfego de outros veículos. Todos os terminais do Porto já foram informados pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Em caráter emergencial, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos está permitindo a entrada de veículos pesados na cidade pelo bairro do Saboó. Os caminhões seguem pela Avenida Martins Fontes, entram à direita na Rua Visconde do Embaré, passam em frente à entrada do Morro do Pacheco, e viram à esquerda na Rua Senador Cristiano Otoni, que desemboca no cais santista.

Na operação especial que entra em vigor nesta segunda-feira, agentes da CET vão controlar os semáforos e monitorar o movimento dos veículos pesados na área urbana, com apoio da Polícia Militar. A orientação é que os motoristas evitem trafegar pela Avenida Perimetral do Porto. Já para os caminhões que deverão deixar o Porto de Santos em direção a São Paulo, a CET e a PM montarão comboios no início da Rua João Pessoa, para liberação gradual até a Martins Fontes e a Via Anchieta.

Os caminhões que tiverem como destino a margem esquerda do Porto (Guarujá) não serão retidos. Os veículos poderão descer a serra normalmente pela Rodovia Anchieta e pegar o acesso à Rodovia Cônego Domênico Rangoni (antiga Piaçaguera-Guarujá).

Mais conteúdo sobre:
incêndio Santos Ultracargo trânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.