Portugal veta bisfenol A em mamadeiras

O governo português aprovou ontem um decreto-lei proibindo a produção de mamadeiras que contenham bisfenol A (BPA). A substância - presente no policarbonato, um tipo de plástico rígido e transparente - é suspeita de causar problemas como câncer, diabete e infertilidade. Segundo comunicado oficial, a proibição deverá ser mantida até que estejam disponíveis novos dados científicos sobre os efeitos do BPA.

, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.