Possível vítima das fraudes de Madoff é encontrada morta

Um executivo francês cujo fundo teria perdido uma enorme quantia investida com o consultor financeiro Bernard Madoff foi achado morto em um prédio na avenida Madison, em Manhattan, disse a polícia de Nova York na terça-feira. Uma fonte familiarizada com a investigação afirmou, sob anonimato, que a hipótese de suicídio é "altamente provável". Um jornal francês também disse que ele se matou. Madoff confessou às autoridades ser o responsável por uma fraude financeira de 50 bilhões de dólares que prejudicou investidores e entidades beneficentes em todo o mundo. Thierry Magon de la Villehuchet, 65 anos, era co-fundador da empresa de gestão de capitais Access International. Uma porta-voz do IML local disse que a polícia foi chamada ao apartamento por volta de 7h30 e o declarou morto às 8h. A causa da morte ainda não foi divulgada. Villehuchet estava em Nova York para tentar recuperar parte do dinheiro perdido para Madoff, segundo o site do jornal La Tribune, citando uma pessoa próxima ao executivo. Essa mesma fonte confirmou que Villehuchet se matou. A empresa Access ainda não se manifestou. (Reportagem de Michelle Nichols e Daniel Trotta em Nova York e Estelle Shirbon em Paris)

REUTERS

23 Dezembro 2008 | 18h06

Mais conteúdo sobre:
MADOFF MORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.