Pra começar...

Se quiser fazer comida de verdade, variada, boa e farta, você precisa manter a despensa e a geladeira bem guarnecidas. Se puder reabastecê-las semanalmente (ou até mais vezes) com verduras, carne, peixe e laticínios frescos, já terá o básico para cozinhar em casa.

Mark Bittman, The New York Times, O Estado de S.Paulo

23 Julho 2009 | 02h11

Na hora de guardar os produtos, aproveite para limpar as prateleiras. Há coisas que ocupam mais espaço do que merecem, e outras tão melhores que a diferença é risível. Aqui vai minha lista de itens essenciais que você deve ter sempre na despensa ou na geladeira, os que você deve evitar e os que valem a pena. Não incluí o óbvio presente em todas as cozinhas, como batata, ovos, mel, etc...

Em vez de

Molhos de salada industrializados - são a maior roubada,

Use

Uma mistura de 3 partes de azeite e 1 parte de vinagre ou suco de limão, sal, pimenta, um pouquinho de mostarda de Dijon. Melhore esse molho a gosto, com mais ou menos vinagre, uma cebola échalote, vinagre balsâmico, ou mel, ou alho, estragão, molho de soja...

Em vez de

Essência de baunilha artificial

Use

Baunilha em fava. É cara, mas seu sabor se mantém. Corte uma fava ao meio e ferva em fogo lento com sobras de arroz e algum tipo de leite (de vaca, ou até de coco). Você não vai mais querer saber das gotas artificiais.

Em vez de

Ervilhas em lata (e muitos outros legumes enlatados), pense nisto:

Use

Ervilhas congeladas. Faça uma massa ou arroz com ervilhas (e queijo parmesão!).

Ou prepare uma pasta com um pouco de limão e sal, que se transforma num belo "dip". Legumes congelados são melhores do que você pensa.

Em vez de

Salsinha ou basílico secos, que não valem nada,

Use

Salsinha fresca, que se conserva pelo menos uma semana na geladeira: experimente fazer pesto de salsinha.

Use também outras ervas aromáticas frescas: misture uma colher de chá de alecrim (não mais, porque é muito forte) com azeite de oliva ou manteiga derretida e pincele no frango que está sendo grelhado ou assado. O dill também é bom com frango e em peixe grelhado.

Em vez de

Temperos com mais de um ano (para não errar, acho mais fácil renovar a prateleira uma vez por ano),

Use

Temperos novos. Vale a pena ter todos. Mas há alguns que você vai usar com mais frequência: cardamomo (tente uma pitada em bolos); cominho em pó (um bom começo é usá-lo no lugar da pimenta vermelha em pó no chilli com carne e outros pratos feitos com feijão; sementes de erva-doce (dão um aroma provençal a sopas e molhos); pimentas secas; gengibre, fresco ou seco, para ralar sobre quase todos os vegetais; o pimentón, pimentão vermelho; um bom curry em pó.

Em vez de

Vinagres temperados ou balsâmicos baratos,

Use

Vinagre de cereja. Mais ácido e mais autêntico que os balsâmicos baratos. Experimente numa salada de repolho: triture o repolho e deixe descansar com algumas colheres de sopa de sal num escorredor por uma hora e meia, lave e escorra; tempere com muita pimenta-do-reino, um pouco de óleo de oliva e vinagre de cereja.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.