Praias da Califórnia deixam mais de 1 milhão doentes ao ano

Pelo menos 1,5 milhão de pessoas ficam doentes por conta da poluição das praias do sul da Califórnia a cada ano, afirma um novo estudo. O trabalho, realizado por pesquisadores das universidades da Califórnia, Los Angeles, e Stanford, é o primeiro a examinar doenças em um amplo trecho das praias mais populares dos EUA. Estudos anteriores haviam examinado apenas parias individuais.O trabalho, divulgado no website do periódico Environmental Science and Technology, cobre 160 km de litoral, visitados por um total estimado em 80 milhões de pessoas a cada ano. O estudo encontrou um "excesso" de doenças gastrointestinais da ordem de 627.800 a 1.479.200. O "excesso" refere-se ao total de casos de supera o número esperado estatisticamente.Problemas gastrointestinais são associados ao banho em águas contaminadas e causam sintomas como cólicas estomacais, diarréia e vômito. O estudo não acompanhou a prevalência de outros problemas associados à contaminação das águas, como infecções de vista e ouvido.

Agencia Estado,

19 de julho de 2006 | 19h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.