Praias serão palco de ato contra o petróleo

São esperadas milhares de pessoas em diversas praias do mundo hoje para uma corrente de protesto contra a exploração de petróleo em alto-mar, que vitimou recentemente o Golfo do México com um vazamento. Mais de 30 países aderiram à iniciativa de Dave Rauschkolb, surfista da Flórida que criou o evento em outubro de 2009 para protestar contra a queda de barreiras para a exploração de petróleo na costa do Estado.

, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2010 | 00h00

No Brasil, há dois eventos marcados: um na Praia do Rio Vermelho, em Salvador (BA), e outro na Ilha das Peças, em Paranaguá (PR). "Estamos mobilizando as pessoas pela internet e as instruindo para chegar na praia cedo, porque vamos organizar também um mutirão de limpeza", explica o administrador Miguel Sehbe Neto, que organiza o evento em Salvador. A ideia é que as pessoas formem grandes linhas, de mãos dadas, por volta das 12h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.