Prateleiras com muita cor e sabor

Supermercados têm ótima oferta de queijos, azeites, frutas secas e especiarias

João Fellet,

22 de abril de 2010 | 12h51

Redesenho. Os rolinhos de manga são ideais para a mochila do safári. Foto Felipe Rau/AE

 

Para um país cuja renda per capita (US$ 10 mil) é a 106ª do mundo, a África do Sul tem um comércio bastante desenvolvido. Além de um vasto setor informal, no qual se encontra de tudo, as principais cidades contam com várias redes de supermercado e ampla oferta de produtos nas prateleiras. O país é, afinal, o maior produtor agrícola do continente africano e tem uma indústria alimentícia vigorosa.

 

Nos supermercados da rede Woolworths, voltada para a elite sul-africana, encontra-se grande variedade de queijos, azeites, geleias e biscoitos de alta qualidade, produzidos localmente.

 

E por também estar presente no Oriente Médio e em vários outros países africanos, a rede se vale de um extenso sistema de fornecedores para oferecer produtos de várias regiões do globo.

 

Na seção de temperos, por exemplo, ao lado de itens mais comuns como açafrão, páprica e canela, há vários tipos de curry, cardamomo e mostarda em pó, além de especiarias importadas do Oriente.

 

A seção mais atraente é a de frutas secas. Figo, manga, pera, damasco, maçã, goiaba, uva e abacaxi desidratados são vendidos separadamente, em pacotes, ou em embalagens que combinam frutas, grãos e castanhas. São uma boa pedida para quem for fazer safári e tiver de passar várias horas dentro de um jipe em meio às savanas sul-africanas.

 

Outra seção farta é a dedicada ao biltong, uma carne-seca em tiras, comida fria. O mais comum é o biltong proveniente do traseiro da vaca mas também há de salsicha e até de avestruz (mais magro). Duro e salgadinho, o biltong foi trazido por imigrantes europeus no século 17 e vai bem como aperitivo. Nos piqueniques das famílias sul-africanas, é item obrigatório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.