Pré-campanha de Gleisi no PR terá 'ajudinha' federal

De saída da Casa Civil, a ex-ministra Gleisi Hoffmann deve contar com uma "ajudinha" do governo federal no início da pré-campanha ao governo do Paraná. Gleisi deve participar de evento na quinta-feira, 6, numa das maiores feiras agropecuárias da região, em Cascavel, ao lado do ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.

ERICH DECAT, Agência Estado

03 de fevereiro de 2014 | 15h49

"No Show Rural, teremos uma atividade grande de entrega de máquinas junto com o governo federal, com o ministro Pepe Vargas, além de jantar com o setor produtivo na quinta-feira em Cascavel", disse ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, o coordenador de campanha dela e vice-presidente da Câmara dos Deputados, André Vargas (PT-PR).

O evento deve ser o primeiro em que Gleisi terá contato com o eleitorado do Estado, após deixar nesta segunda-feira, 3, o cargo de chefe da Casa Civil da Presidência da República. Gleisi estava no cargo desde junho de 2011. No lugar da, ex-chefe da Casa Civil da Presidência, assumiu o ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante.

De acordo com André Vargas, após reassumir o cargo de senadora, Gleisi também deve usar a tribuna do Senado para fazer um contraponto ao governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). Beto Richa, que deverá tentar a reeleição em outubro, acusa a administração federal de "descriminar" o governo do Estado na aplicação de recursos.

"Agora, ela ficará mais livre para fazer o contraponto com o governador, que vem, na nossa opinião, mentindo em relação aos empréstimos que não foram liberados para o Paraná. Só não foram liberados porque não se tinha certidão", afirmou. Segundo ele, Gleisi deverá ainda se inserir na articulação política dos partidos no Estado e na elaboração do programa de governo.

Tudo o que sabemos sobre:
Reforma ministerialposseGleise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.