Preço do minério está firme; operadores veem maior demanda

Os preços dos contratos de swaps de minério de ferro ficaram perto da máxima de três semanas nesta quinta-feira, com traders apostando que a demanda pela matéria-prima do aço aumentaria após o feriado do Ano Novo Chinês em fevereiro.

MANOLO SERA, Reuters

06 Dezembro 2012 | 14h42

Estão crescendo as esperanças de que a economia chinesa estará em melhor estado no primeiro semestre de 2013, após a nova liderança do país, que assumirá o comando em março, ter anunciado seu compromisso com políticas pró-crescimento, um bom sinal para a demanda no maior consumidor de aço do mundo.

Os preços do minério de ferro no mercado físico passaram a subir nesta semana, após atingirem mínima de seis semanas, com traders começando a pegar cargas para entrega nos próximos dois meses, com as expectativas de que a demanda chinesa se recupere.

"Estamos olhando agora no mercado físico para as cargas a serem entregues de meados de janeiro a meados de fevereiro. Então, você tem alguns traders tomando algumas cargas antes do Ano Novo Chinês", disse Rory MacDonald, corretor de minério da Freight Investor Services (FIS).

"Enquanto o sentimento sobre a entrega de dezembro estava baixista, estamos olhando para as entregas em janeiro-fevereiro, então o sentimento é melhor. Sempre há uma expectativa de que você terá um aumento do preço após o Ano Novo Chinês, então é a mesma antecipação dessa vez."

Uma queda nos preços do aço chinês este mês, a níveis vistos pela última vez em setembro, estimularam compradores de minério de ferro a limitarem as aquisições no spot. Isso rebaixou o preço do minério com 62 por cento de ferro para 115,30 dólares por tonelada na segunda-feira, menor valor desde 19 de outubro.

Desde então, o preço se recuperou para 118,40 dólares na quinta-feira, de acordo com dados da Steel Index. Os preços ofertados pelas cargas de minério importado na China subiram em de 1 a 2 dólares por tonelada nesta quinta-feira, de acordo com a consultoria Umetal.

(Reportagem adicional de Ruby Lian em Xangai)

Mais conteúdo sobre:
MINERACAO FERRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.