Prédio que afundou em PE será demolido amanhã

A Defesa Civil de Pernambuco deverá demolir amanhã o bloco B do conjunto residencial Sevilha, em Jaboatão dos Guararapes, região metropolitana do Recife. O edifício de 16 apartamentos afundou parcialmente na manhã de ontem, provocando pânico e desespero nos moradores. De acordo com os técnicos que vistoriaram o local, os outros três blocos do conjunto também correm risco de desabar. Por isso, nenhuma das 56 famílias está autorizada a entrar nos apartamentos. A maior parte dos moradores está desesperada porque não conseguiu resgatar sequer os documentos. Segundo Stênio Coentro, engenheiro do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea-PE), apesar do risco do prédio desabar a qualquer momento, a decisão de adiar a demolição (inicialmente prevista para hoje) foi "a mais sensata". "Vamos usar uma retroescavadeira com capacidade para até quatro toneladas. Essa é a forma menos agressiva de demolição, para que a gente tente não prejudicar os outros blocos, que a princípio ainda podem ser recuperados". Dos 56 apartamentos, apenas 12 terão direito a indenização, já que ainda não tinham sido quitados com a Caixa Econômica Federal (CEF).

MONICA BERNARDES, Agencia Estado

21 de dezembro de 2007 | 19h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.