Prefeito de NY diz que votação será um desafio após tempestade

Até 143 mil eleitores de Nova York terão que votar em locais diferentes dos normais na eleição presidencial de terça-feira em consequência dos estragos causados pela tempestade Sandy, disse o prefeito Michael Bloomberg no domingo.

ROBIN RES, Reuters

05 de novembro de 2012 | 07h41

Segundo o prefeito, as autoridades eleitorais da cidade estão enfrentando "problemas de verdade" para lidar com todos os problemas causados por Sandy.

A comissão eleitoral de NY ainda estava em busca de locais alternativos para a votação a apenas dois dias da eleição. A comissão planeja montar locais especiais para receber os eleitores das áreas mais atingidas pela super tempestade, que destruiu partes da cidade há uma semana.

"Eles estão com problemas de verdade e temos que garantir que todos possam votar", disse Bloomberg. "Pelo próximo dia (segunda) será fundamental que a comissão eleitoral informe isso a seus trabalhadores."

O prefeito criticou a entidade eleitoral pelo que considerou um histórico de falhas de comunicação. O fato de a comissão estar sem um diretor executivo há dois anos é um sinal de como o órgão "é disfuncional", disse Bloomberg.

Um porta-voz da comissão não estava imediatamente disponível para comentar.

A comissão informou moradores apenas no domingo que teria que mudar e juntar 60 locais de votação, incluindo 28 mudanças no Queens e 24 no Brooklyn, áreas bastante atingidas pela tempestade.

Nova York não é uma única região eleitoral com problemas causados por Sandy.

No condado de Nassau, o diretor da comissão eleitoral William Biamonte disse que a localidade já conseguiu melhorias significativas desde a tempestade, quando metade dos 375 postos de votação ficou sem luz. No sábado, apenas 50 locais de votação ainda estavam sem eletricidade e outros 50 terão geradores na eleição.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICOESNYPROBLENMAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.