Prefeito Gilberto Kassab vetou lei que proibia a embalagem em SP

Prefeito Gilberto Kassab vetou lei que proibia a embalagem em SP

Em São Paulo, vários municípios já estão adotando suas leis próprias para restringir o uso de sacolas plásticas. Entre elas, as cidades de Sorocaba, Piracicaba, Guarulhos, Osasco e Jundiaí. A capital paulista chegou a ter um projeto de lei a respeito do assunto, que foi vetado em janeiro pelo prefeito Gilberto Kassab.

Andrea Vialli, O Estadao de S.Paulo

29 de março de 2010 | 00h00

O Projeto de Lei 577/ 2007, de autoria dos vereadores Gilson Barreto e Claudinho de Souza (PSDB), determinava que os estabelecimentos comerciais da capital substituíssem o uso de embalagens plásticas por sacolas reutilizáveis ou "confeccionadas em materiais de fontes renováveis ou recicláveis".

Kassab vetou a lei porque ainda pairavam dúvidas sobre a eficácia ambiental da medida. Um parecer técnico da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente colocava dúvidas especialmente sobre a tecnologia oxibiodegradável. Nesse sistema, um aditivo químico é colocado na resina plástica para acelerar sua degradação na natureza.

"Se foram utilizados aditivos químicos aceleradores da reação do polímero com o oxigênio, o que diminui o tempo de decomposição, pode haver contaminação do meio ambiente com metais pesados", afirmou o parecer da Prefeitura. /

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.