Prejuízo do tornado vai a R$ 200 mi em Taquarituba

Pode chegar a R$ 200 milhões o prejuízo causado pelo tornado do último domingo, 22, em Taquarituba, no sudoeste paulista, segundo os primeiros balanços divulgados pela prefeitura e pelas empresas afetadas. Os danos mais elevados ocorreram na área industrial e comercial. As 37 empresas e uma distribuidora de combustível tiveram danos estimados em R$ 100 milhões. Esse valor deve aumentar 60%, chegando a R$ 160 milhões, em função do que as empresas deixarão de produzir até refazer suas instalações.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

26 de setembro de 2013 | 16h57

As três maiores empresas do parque industrial já avaliaram em R$ 40 milhões os danos diretos em instalações e equipamentos, além de R$ 8 milhões em produtos perdidos. A prefeitura calculou em R$ 2 milhões o custo para recuperar os principais bens públicos afetados - o terminal rodoviário, o galpão de agronegócios e o centro esportivo -, mas as obras serão custeadas pelo governo estadual. O valor não inclui a infraestrutura urbana afetada.

Houve estragos na iluminação pública, asfalto, praças e sinalização. A concessionária de energia elétrica teve de repor pelo menos três quilômetros de rede e onze postes de energia. O Estado ainda não estimou quanto custará recuperar os danos no telhado do Fórum e numa escola. O prejuízo no comércio e em propriedades particulares ainda está sendo calculado, mas pode passar de R$ 10 milhões.

Pelo menos 500 casas e 28 estabelecimentos comerciais tiveram danos. O custo de reparação dos imóveis particulares oscila entre R$ 5 mil e R$ 20 mil cada um, incluindo reposição de bens, mas algumas casas de alto padrão tiveram danos superiores a R$ 100 mil. No setor comercial, apenas uma oficina perdeu R$ 150 mil, incluindo o prédio e cinco veículos. Na zona rural, as perdas nas lavouras de trigo e em grãos armazenados somam 350 mil sacas - prejuízo de R$ 17 milhões. O tornado destruiu centenas de eucaliptos em ponto de corte em áreas de reflorestamento.

Mais conteúdo sobre:
tornadoTaquaritubaprejuízo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.