Premiação de blogueira testa 'abertura' em Cuba

Segundo 'El País', Yoani Sánchez não teve permissão para viajar à Espanha.

Da BBC Brasil, BBC

06 de maio de 2008 | 09h15

A blogueira cubana Yoani Sánchez provavelmente não poderá receber, na Espanha, o prêmio Ortega y Gasset de Jornalismo, porque ainda não teve permissão do governo de Cuba para deixar o país, segundo o jornal espanhol El País, que promove o evento.Sánchez, autora do blog Generación Y, foi premiada na categoria Jornalismo Digital, pelo "ímpeto com que se incorporou ao espaço global do jornalismo cidadão".Sánchez escreve sobre o cotidiano dos cubanos e os problemas enfrentados pela geração nascida e criada durante o regime de Fidel Castro. O site, publicado através de um servidor na Alemanha, registra mais de um milhão de acessos por mês.Ela foi incluída, neste mês, na lista das "100 pessoas mais influentes" do planeta, publicada pela revista americana Time. 'Teste perfeito'A blogueira de 32 anos disse que o caso é um "teste perfeito" para comprovar se a abertura anunciada pelo presidente Raúl Castro é real ou se permanecerá apenas no discurso. "Agora veremos que algo está realmente mudando ou não", disse Sánchez ao El País.Segundo o El País, tanto a organização do evento como a própria jornalista "esgotaram todas as vias administrativas para conseguir com que Sánchez viaje à Espanha para a cerimônia de entrega", que será realizada nesta quarta-feira.Mas o "silêncio das autoridades cubanas" parece indicar que a blogueira não poderá deixar o país."Não tenho nenhuma resposta das autoridades", disse Sánchez ao jornal espanhol, mas acrescentou que por conta da burocracia cubana, é difícil interpretar quais serão os próximos passos das autoridades.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.