Premiê da Grécia reformará governo para aprovar plano fiscal

O primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, preparava-se para reformar o governo nesta quinta-feira e tentar aprovar a segunda rodada de medidas de austeridade exigidas pelos credores internacionais, evitando uma moratória de dívida.

REUTERS

16 Junho 2011 | 07h30

Enfrentando o descontentamento da população sobre o aperto,que gerou protestos violentos, Papandreou precisa agora buscar um voto de confiança para a nova equipe e levar adiante o plano de cinco anos de aumento de impostos, cortes de gastos e privatizações.

Após a dissidência de um parlamentar do Partido Socialista, do governo, outro político renunciou nesta quinta-feira, mas deve ser substituído com outra pessoa leal ao partido. Por isso, a renúncia não deve afetar os números do governo no Parlamento.

A reformulação do gabinete acontece em meio a medidas impopulares e negociações mal sucedidas sobre um governo de união na quarta-feira.

(Por Lefteris Papadimas e George Georgiopoulos)

Mais conteúdo sobre:
GRECIA GOVERNO REFORMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.