Premiê japonês promete reativar usinas nucleares

Falando no Parlamento, Yoshihiko Noda disse também que pretende revisar política energética do país.

BBC Brasil, BBC

13 de setembro de 2011 | 06h36

O novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, prometeu nesta terça-feira reativar as usinas nucleares no país, assim que forem concluídas as inspeções de segurança iniciadas após o desastre na usina de Fukushima.

Falando diante do Parlamento, Noda afirmou também que o Japão deve explorar novas tecnologias para reduzir sua dependência da energia nuclear no longo prazo, tomando uma posição menos radical que a de seu antecessor no cargo, que defendia o abandono completo das usinas nucleares.

Comunidades próximas às instalações nucleares já demonstraram insatisfação com a decisão do premiê.

Dois terços dos reatores nucleares do Japão permanecem desligados, o que causou racionamento de energia durante o verão.

A Usina de Fukushima continua apresentando vazamentos radioativos seis meses depois que seu sistema de resfriamento foi destruído por um terremoto seguido de tsunami.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
nuclearjapaonoda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.