Presa mulher que matou o marido PM em São Pedro

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira em Piracicaba, no interior paulista, Sabrina Martins, de 33 anos, que confessou ter matado o marido, o policial militar Gentil Roberto Brandini, de 42 anos, com um tiro na nuca e outro nas costas. O PM foi encontrado morto em sua casa, em São Pedro, interior de São Paulo, na manhã de quarta-feira (05).

RICARDO BRANDT, Agência Estado

07 Dezembro 2012 | 20h21

O policial havia trabalhado durante a madrugada e chegou em casa às 7h, quando a mulher saía para levar a filha do casal de 12 anos para a escola. Por volta as 10h, ela chamou a polícia e relatou que ao voltar para casa encontrou o marido baleado no cama e as janelas todas abertas.

O comando da PM chegou a considerar a hipótese de o crime ter sido cometido pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Mas ela confessou o crime e foi liberada no dia seguinte.

Nesta sexta-feira a Justiça expediu mandado de prisão temporária. Em depoimento, a mulher confessou o homicídio e disse que usou uma arma calibre 38 do marido para matá-lo, enquanto dormia. Ao delegado Marcel de Souza, de São Pedro, a mulher afirmou que matou o marido porque disse que era ameaçada por ele. "Segundo ela, o marido a ameaçava. No dia do crime, o policial deixou suas duas armas na cozinha, o que não era hábito. A doceira perguntou ao marido se ele iria deixar as armas no local, e ele respondeu para ela fazer o que ela quisesse, porque ele iria matá-la", afirmou o delegado.

Mais conteúdo sobre:
prisão mulher Piracicaba SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.