Presidente da Cisco mantém otimismo apesar de turbulência

O presidente-executivo da Cisco Systems, John Chambers, disse nesta segunda-feira que a turbulência recente nos mercados financeiros provavelmente não afetará a fabricante de equipamentos de rede ou seus clientes. Chambers, um dos executivos mais influentes do Vale do Silício, afirmou à Reuters que está testemunhando "a economia global mais forte da minha vida". "Se as pessoas ficarem calmas e reagirem de forma lógica, a maioria acredita que isso (a correção nos mercados) vai se desenvolver pelos próximos 3 a 6 meses, e que o Federal Reserve e outros bancos centrais estarão lá para entrar do modo adequado para ajudar", disse. "Esse é o cenário mais provável." Ele afirmou que a Cisco não está imune a mudanças econômicas, mas acrescentou que o cenário mais provável é o previsto na semana passada, quando a empresa divulgou seu resultado trimestral. A companhia com sede na Califórnia divulgou na última semana lucro trimestral e projeções acima do esperado, citando a forte demanda de empresas de telecomunicações por equipamentos avançados de rede que permitam acesso mais rápido à Internet. A Cisco também elevou a meta de expansão de longo prazo da receita para de 12 a 17 por cento ao ano, ante faixa anterior de 10 a 15 por cento.

REUTERS

13 Agosto 2007 | 16h51

Mais conteúdo sobre:
NEGOCIOS TECH CISCO ENTREVISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.