Presidente da Nokia corta compensação em 45% em 2012--documento

O presidente-executivo da Nokia, Stephen Elop, reduziu sua a compensação em 45 por cento no ano passado, de acordo com um documento regulatório arquivado nos Estados Unidos, enquanto a companhia continuou a perder participação de mercado para a Samsung e Apple em smartphones.

Reuters

07 de março de 2013 | 12h55

Elop, contratado em 2010 da Microsoft para reestruturar a fabricante de celulares finlandesa, ganhou 4,33 milhões de euros em compensações em 2012, queda ante os 7,94 milhões de euros um ano antes.

Seu salário base cresceu em 59.500 euros para 1,08 milhões de euros enquanto os prêmios em ação e opções caíram levemente. Ele não recebeu bônus, de acordo com o documento arquivado na comissão de valores mobiliários dos EUA, a Securities and Exchange Commission, nesta quinta-feira.

(Reportagem de Ritsuko Ando)

Tudo o que sabemos sobre:
TECHNOKIACEO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.