Presidente da Somália escapa de emboscada rebelde

Rebeldes do grupo Al Shabaab emboscaram o comboio que levava o presidente da Somália, o xeique Sharif Ahmed, a uma rara viagem fora da capital nesta terça-feira, disse uma testemunha da Reuters.

REUTERS

29 Maio 2012 | 16h36

Ahmed escapou ileso do ataque, ocorrido nas imediações da cidade de Elasha, situada entre Mogadíscio e o antigo reduto rebelde de Afgoye, cerca de 30 quilômetros a noroeste da cidade.

"O confronto dividiu o comboio. Os veículos partiram em direções diferentes", disse um fotógrafo da Reuters que viajava com o comboio. Vários veículos da força de paz da União Africana (UA) foram baleados, mas nenhum ficou danificado.

O confronto durou cerca de 30 minutos e forçou a UA a disparar granadas para dispersar o ataque, disse ele, acrescentando que o veículo blindado que levava Ahmed saiu em alta velocidade logo que o conflito começou.

Um porta-voz da força de paz Amisom confirmou a emboscada, que colocou em evidência a facilidade com que o Al Shabaab, que se uniu à Al Qaeda neste ano, é capaz de lançar ataques rápidos em áreas em que não estava presente.

(Reportagem de Abdi Sheikh e Feisal Omar)

Mais conteúdo sobre:
SOMALIA EMBOSCADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.