Presidente da Ucrânia diz que Rússia retirou maior parte de suas forças do leste

Segundo Petro Poroshenko, 70% das tropas russas já se encontram do outro lado da fronteira

REUTERS

10 Setembro 2014 | 07h18

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, disse nesta quarta-feira que a Rússia retirou para território russo a maior parte de suas forças que, segundo ele afirmou, estavam do lado ucraniano, o que eleva a esperança para o processo de paz.

O governo russo nega ter enviado soldados para o leste da Ucrânia em apoio aos separatistas pró-Rússia que combatem as forças do governo ucraniano na região, apesar de a Ucrânia e o Ocidente afirmarem que há esmagadora evidência do contrário. A Rússia também nega ter armado os separatistas.

"De acordo com a última informação que recebemos de nossa inteligência, 70 por cento das forças russas foram retiradas para o outro lado da fronteira", disse Poroshenko em um encontro governamental.

"Isso fortalece ainda mais nossa esperança de que as iniciativas de paz têm boa perspectiva."

(Reportagem de Pavel Polityuk)

Mais conteúdo sobre:
UCRANIARUSSIAFRONTEIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.