Presidente do Burundi aparece em público na capital e alerta contra ameaça islâmica no país

O presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, fez a primeira aparição pública na capital Bujumbura, neste domingo, desde uma tentativa de golpe fracassada na semana passada, e fez um alerta sobre a ameaça de militantes islâmicos da Somália.

REUTERS

17 Maio 2015 | 11h58

A nação do leste da África mergulhou em uma crise depois de Nkurunziza dizer que buscaria um terceiro mandato.

Críticos à investida disseram que seria inconstitucionais e a possibilidade provocou protestos quase diariamente nas ruas, ressuscitando lembranças da guerra civil com motivações étnicas que atingiu o país e foi encerrada há uma década.

Em uma entrevista à imprensa, Nkurunziza, que não era visto há dias na capital do país, não falou sobre a crise, mas afirmou estar "muito preocupado" pela ameaça imposta pelo grupo militante Al Shabaab, ligado à rede Al Qaeda.

Mais conteúdo sobre:
BURUNDI PRESIDENTE APARECE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.