Preso em SP chinês acusado de tortura e extorsão

Chin Ming, de 40 anos, exigia US$ 10 mil de empresário para não espancá-lo em videokê do bairro da Liberdade

Da Redação, Agência Estado

14 Janeiro 2009 | 08h10

A Polícia Civil prendeu em flagrante nesta terça, 13, o chinês Chin Ming, de 40 anos, acusado de extorquir e espancar um empresário de 48 anos, também chinês, na região central da capital paulista. Com ele foram apreendidos US$ 180 e uma máquina de aplicar choques elétricos. No apartamento do suspeito foi encontrada grande quantidade de softwares piratas.Segundo a polícia, Ming tentou achacar o empresário no dia 30 de dezembro durante uma festa num karaokê no bairro da Liberdade. O suspeito e três homens exigiram US$ 10 mil da vítima para não espancá-lo. Ele se negou e foi agredido a socos, pontapés e com garrafas quebradas. Na terça, o empresário foi abordado novamente por Ming, que exigiu US$ 30 mil para não matar sua família nem ele. A vítima avisou a polícia e o suspeito foi preso. O delegado Fernando Schimidt disse que Ming pode ter ameaçado outras pessoas.

Mais conteúdo sobre:
criminalidadeSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.