Preso estrangeiro suspeito de chefiar tráfico de drogas

Um estrangeiro foi preso neste domingo, 31, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, suspeito de ser um dos chefes do tráfico de drogas na localidade conhecida como Comunidade das Almas. Ele foi detido por volta das 11h, armado com um fuzil, cápsulas de cocaína e material para refino e venda da droga. A identidade do estrangeiro ainda será investigada, com auxílio da Polícia Federal, uma vez que ele se apresentou com dois nome e duas nacionalidades diferentes às autoridades.

Estadão Conteúdo

31 Agosto 2014 | 18h41

No ato da prisão, o suspeito disse se chamar Rikardo Talinowski, de 40 anos. Ele disse ser ex-militar da Ucrânia e disse morar no Brasil há cerca de quatro anos, trabalhando como comerciante. Ao ser encaminhado para a 74º Delegacia de Alcântara, em São Gonçalo, ele mudou a versão.

Segundo os policiais, ele disse se chamar Stanislaw Galas, e que seria polonês, com 41 anos. No depoimento, ele disse morar na favela há cerca de 11 meses e, por ser ex-militar, ajudava na manutenção das armas dos traficantes.

De acordo com a Polícia Civil, a identidade será confirmada junto à Polícia Federal, bem como se o suspeito está no País legalmente. Os policiais também pretendem investigar a ficha criminal do estrangeiro junto à Interpol.

Mais conteúdo sobre:
tráfico drogras Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.