Presos 3 por tentar fraudar prova de concurso em SP

Entre eles há um policial militar que foi flagrado com um pequeno pedaço de papel escondido na cueca

AE, Agência Estado

09 Dezembro 2008 | 09h46

O concurso para 1.449 vagas de investigador de polícia, realizado anteontem em São Paulo, acabou com ao menos três candidatos encaminhados a delegacia sob suspeita de tentativa de fraude. Entre eles há um policial militar que foi flagrado com um pequeno pedaço de papel - com anotações a lápis - escondido na cueca. No entanto, as respostas contidas na cola não batiam com as do gabarito oficial. A Polícia Civil realizou a avaliação com cem questões de múltipla escolha nas disciplinas de língua portuguesa, noções de direito e criminologia, atualidades, lógica e informática. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), por enquanto o concurso não será cancelado. Foram 120.025 inscritos. As fases seguintes do concurso compreendem a testes de aptidão psicológica e física, além de prova oral. As datas dessas provas ainda não fora estabelecidas. As informações são do Jornal da Tarde.

Mais conteúdo sobre:
concurso SP fraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.