Presos 5 acusados de ligação com furto do BC no Ceará

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje em Boa Viagem (CE) mais cinco pessoas acusadas de ligação com o furto milionário ao Banco Central de Fortaleza. Geniglei Alves dos Santos, irmã de Antônio Alves dos Santos, o "Alemão" - condenado por ser um dos mentores do crime -, Francisca Eliziania Fernandes da Silva, Rodrigo Leitão da Silva, Edvanda Alexandre de Freitas e Deodato Oliveira Bezerra foram levados à sede da superintendência da PF em Fortaleza.Com eles, foram apreendidos um computador, duas maletas, dez veículos, cinco motos, R$ 3.600 em dinheiro e um cofre que até o início desta noite ainda não havia sido aberto. Os cinco são acusados de estarem "lavando" parte do dinheiro furtado do banco. Geniclei também é apontada como envolvida diretamente no roubo. Ela seria, segundo a PF, a secretária da falsa empresa montada pela quadrilha, a "PS Grama Sintética", de onde partiu o túnel através do qual foram levados R$ 164,7 milhões do BC, em agosto de 2005.Localizada no Sertão Central cearense, Boa Viagem é a cidade natal de boa parte da quadrilha envolvida no furto. Alemão foi preso no Distrito Federal em fevereiro deste ano. Condenado a 49 anos e dois meses de prisão pelo furto, ele cumpre pena no Presídio Federal de Segurança Máxima de Campo Grande, onde estão outros nove envolvidos.

CARMEN POMPEU, Agencia Estado

02 de abril de 2008 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.