Presos 5 em ação da PF contra fraude em imóveis rurais

Pelo menos cinco pessoas foram presas hoje durante a Operação Terra Fria, da Polícia Federal, deflagrada nos Estados de Mato Grosso, Goiás, Bahia, São Paulo e no Distrito Federal. A Operação tem o objetivo de reprimir um esquema de falsificação de escritura de imóveis rurais e o uso desses documentos em diversos fins criminosos junto a órgãos ambientais e instituições financeiras. As escrituras falsas eram utilizadas para viabilizar desmatamentos ilegais e também dadas em garantia para a obtenção financiamentos bancários. Estão sendo cumpridos 30 mandados de busca e apreensão e 16 mandados de prisão, expedidos pela Justiça Federal. As investigações sobre o esquema se iniciaram em 2006 e revelaram que diversas propriedades rurais localizadas na região de Vila Rica, no Mato Grosso, estão tituladas de forma indevida. As coordenadas geográficas de localização dessas áreas não coincidem com a localização física dos imóveis, ou seja, no papel o imóvel está em determinado lugar, mas fisicamente ele se encontra em outro, havendo, portanto, problemas na referência das áreas. Essa modalidade de adulteração da localização de imóveis é conhecida como "deslocamento", segundo a PF. Há casos, dentre os investigados, em que certas áreas estão deslocadas a mais de 30 km de onde deveriam estar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.