Presos fazem onze agentes penitenciários reféns em SP

Onze agentes penitenciários foram feitos reféns por cerca de sete horas durante uma rebelião que começou na manhã de hoje em um dos presídios da cidade de Potim, no Vale do Paraíba, em São Paulo. A rebelião teve início no presídio 2, depois que um plano de uma fuga em massa foi descoberto pelos funcionários. A direção do presídio negociou a libertação dos reféns durante sete horas. Os líderes da rebelião exigiam a transferência de alguns membros para outros presídios do Estado. As vitimas começaram a ser libertadas cerca de seis horas depois e o último refém foi solto sete horas após o início do motim.A três quilômetros de distancia, o acesso ao presídio foi bloqueado pela Polícia Militar (PM). A imprensa foi impedida de se aproximar do local, onde, segundo informações, houve destruição das celas. Os presos chegaram a queimar colchões. Os moradores da região também não puderam passar pela estrada e tiveram de esperar o fim da rebelião.

SIMONE MENOCCHI, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2008 | 19h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.