Presos oito suspeitos de incendiar ônibus em Londrina

Presos oito suspeitos de incendiar ônibus em Londrina

Uma força-tarefa criada pelas polícias civil e militar do Paraná prendeu na tarde de hoje oito suspeitos de participar dos incêndios de ônibus ocorridos em Londrina, no norte do Estado. O Jardim União da Vitória foi quase totalmente imobilizado, enquanto cerca de 130 policiais faziam uma varredura. Os nomes dos presos não foram divulgados.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

09 de abril de 2010 | 19h03

A polícia ainda iria tomar os depoimentos e caracterizar a participação de cada um dos presos nos atos. Com eles foram apreendidos uma metralhadora nove milímetros, três revólveres, três carregadores e uma pequena quantidade de droga. As informações não oficiais são de que um dos detidos é irmão de um preso do Centro de Operação e Ressocialização (CDR). Nos dois ataques feitos aos ônibus, os criminosos deixaram mensagens criticando suposta "opressão" no CDR.

Mais conteúdo sobre:
incêndioônibusLondrinaprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.