Presos três assaltantes de joalheria que levaram terror a shopping de Goiânia

No grupo havia um rapaz de 20 anos e dois irmãos, de 16 e 17 anos; jovens levaram pânico a clientes ao trocar tiros com seguranças na tarde dessa segunda

Marília Assunção, O Estado de S. Paulo

10 de setembro de 2013 | 11h53

GOIÂNIA - Dois irmãos, de 16 e 17 anos, foram apreendidos na madrugada desta terça-feira, 10, em Aparecida de Goiânia, e um rapaz de 20 anos foi preso pela Polícia Militar por envolvimento no assalto a uma joalheria do Shopping Flamboyant, na tarde de segunda. A ação desastrada terminou em troca de tiros entre os assaltantes e seguranças do shopping, causando pânico e correria dentro do maior centro comercial de Goiânia, em pleno horário do almoço.

A Polícia Civil acredita na participação de mais dois homens que estão sendo procurados, informou o delegado titular do 8º Distrito Policial, Waldir Soares, responsável pelas investigações na região do Jardim Goiás, onde fica o shopping.

Com o trio foram apreendidos três revólveres calibre 38 e uma arma de brinquedo que imita um revólver do mesmo calibre. Uma das armas apreendidas foi tomada de um dos seguranças do Flamboyant. O segurança foi levado junto com os ladrões até a joalheria, no piso 1, onde foi rendido junto com as funcionárias, enquanto a vitrine era quebrada para arrancar joias e relógios de grife.

O tiroteio começou quando outro segurança percebeu o assalto. Os bandidos atiraram e ele revidou. Na saída, os assaltantes se separaram e uma mulher que estava em um caixa rápido de um banco foi usada como escudo por um deles, mas depois liberada. Ninguém saiu ferido, mas clientes e funcionários citaram que ouviram entre oito e 15 disparos.

Um motorista de táxi que estava deixando uma cliente em uma loja de móveis não teve tempo de escapar e acabou rendido, ainda com a jovem dentro do carro, para dar fuga aos dois irmãos. Antes de serem liberados, pouco depois, as vítimas escutaram as conversas da dupla que lamentava o fracasso do roubo.

Mais conteúdo sobre:
joalheriagoiânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.