PRF vai prender e multar quem bloquear estradas

Além da abertura de inquérito pela Polícia Federal para investigar a prática de "lock-out" pelos líderes do movimento de paralisação das rodovias federais, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, determinou que a Polícia Rodoviária Federal prenda e multe quem estiver bloqueando as vias. Segundo ele, 11 pessoas já foram detidas, com a consequente abertura de inquéritos.

EDUARDO RODRIGUES, Agência Estado

03 de julho de 2013 | 13h46

"Há indícios de que pode existir a prática de lock-out, ou seja, a paralisação coordenada dos serviços do setor de transportes. A paralisação pode ensejar a prática de vários crimes, que serão apurados", disse Cardozo. O ministro dos Transportes, César Borges, acusou o frotista Nélio Botelho, do Movimento União Brasil Caminhoneiro (MUBC), como principal articulador das paralisações. "Queremos saber o que está por trás deste movimento, por isso pedimos a abertura de inquérito", disse Borges.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.