Primeira fase do vestibular da Unesp tem 8,7% de abstenção

Prova, aplicada em 35 cidades, contou com 86 mil candidatos; 2ª fase será nos dias 16 e 17 de dezembro

O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2012 | 02h05

Cerca de 86 mil estudantes fizeram ontem a primeira fase do vestibular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Eles disputam 7.014 vagas em 165 cursos. O índice de abstenção foi de 8,7%.

A maior proporção de faltosos foi registrada em Itapeva (SP), onde 18,1% dos estudantes faltaram à prova. As provas foram aplicadas em 35 municípios espalhados pelo País.

De acordo com a organização do vestibular, essa edição bateu recorde no número de inscrições, com 94.359 candidatos concorrendo.

Para o professor de história do Cursinho da Poli, Elias Feitosa de Amorim Júnior, a prova cumpriu o seu objetivo ao trazer questões de conhecimentos gerais comuns a uma primeira fase, sem a exigência de conteúdos muito específicos. "A avaliação abordou uma variedade grande de temas, apresentando questões de caráter mais interpretativo", afirma.

Duas questões da disciplina, no entanto, exigiam do candidato um conhecimento prévio sobre o conteúdo. Trata-se das questões 38 e 41 (versão 1), que abordavam o primeiro reinado e a ditadura militar brasileira, respectivamente. "Os estudantes não puderam, nestes casos, contar com o apoio dos enunciados, que eram bastante curtos", diz. "Era preciso que soubessem o mínimo para poderem responder", completa.

Andréa Provasi Lanzala, professora de português do Cursinho da Poli, achou a prova bastante tranquila. "Foi uma avaliação muito bem feita, que teve como objetivo selecionar candidatos que sabem ler criticamente."

Padrão. Para o diretor pedagógico da Oficina do Estudante, Célio Tasinafo, o nível da prova deste ano foi igual aos dos últimos dois anos. "Uma prova padrão da Unesp, sem surpresas, não tão difícil quanto a do Enem e a da Fuvest, nem tão fácil quanto a da Unicamp", disse. As notas de corte devem ser mantidas em padrão elevado, principalmente nos cursos mais concorridos, como Medicina. "Um aluno médio fez a prova sem tanta dificuldade. Só deve ter tido mais dificuldade quem fez pouco simulados ou tem problema com a administração do tempo, já que são 90 questões em quatro horas e meia."

O resultado da primeira fase será divulgado em 4 de dezembro, na página da Vunesp (www.vunesp.com.br). As provas comuns da segunda fase serão aplicadas em 16 e 17 de dezembro, nas mesmas 35 cidades./ CRISTIANE NASCIMENTO, ALINE VIEIRA COSTA e BÁRBARA FERREIRA SANTOS, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.