Primeiro vôo direto da China em quase 60 anos chega a Taiwan

Retomada de tráfego aéreo é considerada marco nas relações entre dois lados, separados em 1949

Da BBC Brasil, BBC

04 de julho de 2008 | 03h42

O primeiro vôo comercial direto da China para Taiwan em quase 60 anos começou a operar nesta sexta-feira,4. Um avião da China Southern Airlines, proveniente de Cantão, no sul da China, pousou no aeroporto da capital de Taiwan, Taipé, com cerca de 250 passageiros a bordo. Na chegada, os passageiros foram recebidos com música e dança. Ao mesmo tempo, outro avião fazia o caminho inverso, de Taipé a Xangai. O início dos vôos foi considerado um marco nas relações entre os dois lados, separados após a guerra civil de 1949. Até agora, os vôos diretos estavam limitados a quatro períodos de férias por ano. Fora dessa temporada, os turistas tinham de viajar via Hong Kong ou Macau. Um acordo firmado no mês passado permitiu a realização de vôos diretos regulares. Estão previstos 36 vôos charter de sexta a segunda-feira, ligando cinco grandes cidades chinesas a oito aeroportos da ilha. As relações entre os dois lados começaram a melhorar depois da posse do novo presidente de Taiwan, Ma Ying-Jeou, em maio, com a promessa de estreitar os laços com a China. A China considera Taiwan parte de seu território, embora ambos tenham sido governados de maneira separada desde 1949. No acordo firmado em junho para o início dos vôos diretos, também foi estabelecido que a China vai permitir a visita de 3 mil cidadãos chineses por dia a Taiwan a partir de 18 de julho. O governo de Taiwan espera que o aumento no fluxo de visitantes beneficie a economia local. Também há a expectativa de que os vôos diretos, por enquanto limitados aos finais de semana, passem a ser diários em breve.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTaiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.