Principal grupo de oposição egípcio rejeita diálogo com Mursi

A principal coalizão de oposição do Egito disse nesta sexta-feira que não vai participar do diálogo proposto pelo presidente egípcio, Mohamed Mursi, para acabar com a crise provocada pela decisão do líder islâmico de expandir seus próprios poderes, informou um membro importante do grupo.

Reuters

07 Dezembro 2012 | 10h14

"A Frente de Salvação Nacional não irá participar do diálogo, esta é nossa posição oficial", afirmou um dos líderes da coalizão, Ahmed Said, que também é chefe da Partido dos Egípcios Livres.

O proeminente reformista Mohamed ElBaradei também convocou as forças políticas a rejeitarem o diálogo em sua conta no Twitter, e a agência de notícias estatal informou que o partido liberal Wafd afirmou que não iria participar. Ambos são membros da coalizão de oposição.

(Por Edmund Blair)

Mais conteúdo sobre:
EGITO PARTIDOS NEGAM DIALOGO MURSI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.