Procon autua 18 pontos de venda de combustíveis

A Fundação Procon do Estado de São Paulo informou ontem ter aplicado 18 autuações contra postos de combustíveis que aproveitaram o desabastecimento na Região Metropolitana de São Paulo para elevar os preços de forma abusiva. Os postos serão notificados sobre as autuações, poderão apresentar defesa e, depois disso, poderão ser multados - os valores ainda serão definidos.

BRUNO RIBEIRO, Agência Estado

10 Março 2012 | 09h13

O órgão informou ter detectado indícios de abusos em 42 postos que foram alvo de denúncias por aumento de preços. Foram encontrados reajustes de até 51%. Só em dois desses postos os indícios não foram comprovados. Os outros 22 postos foram notificados a prestar esclarecimentos sobre as denúncias antes de receberem as autuações.

"O órgão de defesa do consumidor do Estado recebeu 248 denúncias de cidadãos que pagaram mais caro pelo combustível", informou em nota o Procon. Houve, no entanto, mais de uma denúncia por posto.

Mais conteúdo sobre:
Procon combustíveis preços

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.