Procon autua hotéis de luxo do Rio por produtos vencidos

Os hotéis de luxo Copacabana Palace e Glória, na zona sul do Rio, foram autuados hoje por uma equipe do Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon) por manterem produtos como pães, queijos e sucos com a validade vencida. A fiscalização de hotéis e motéis no Grande Rio faz parte da Operação Dia dos Namorados e vai até sexta-feira. Segundo a assessoria do Procon, os dois hotéis têm prazo de até dez dias para se adequar às normas.Caso contrário, poderão pagar multa que varia de 200 a 3 milhões de Unidades Fiscais de Referência (Ufirs) - a Ufir vale hoje pouco mais de 1,06 real. O Procon não informou a quantidade de produtos fora da validade, nem quão velhos eram os alimentos. Os dois hotéis são conhecidos pela luxuosidade e hóspedes famosos, como os cantores Mick Jagger e Madonna (Copacabana Palace) e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Glória).O Copacabana Palace, por meio da assessoria, pediu "desculpas" aos consumidores "pela falha apontada". O hotel afirmou que adota "procedimentos internos rigorosos para evitar que eventos desta natureza ocorram", mas que, "infelizmente, houve uma falha neste processo", que resultou na autuação do Procon. "Reafirmamos que nosso objetivo maior é oferecer um produto de qualidade e que todas as medidas cabíveis e corretivas estão sendo adotadas para evitar que este acontecimento se repita", afirmou a nota. Até a noite de hoje, o Hotel Glória não havia respondido aos telefonemas da reportagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.