Procurador vai à Justiça pela anulação do Sisu

O procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, acionou a Justiça Federal ontem solicitando a anulação do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre de 2012. Ele diz que o novo processo do Sisu prejudica os candidatos que já estavam inscritos no sistema. "O Sisu cria a possibilidade de alunos matriculados concorrerem novamente, e isso pode favorecer um esquema de venda de vagas." Costa Filho diz que também quer elucidar a ocupação de 17 vagas de Medicina da Universidade Federal no Ceará (UFC) por estudantes transferidos de outras instituições ou beneficiados por decisões judiciais.

LAURIBERTO BRAGA , ESPECIAL PARA O ESTADO/FORTALEZA, O Estado de S.Paulo

26 de junho de 2012 | 03h05

O MEC, em nota, disse-se "seguro do processo transparente e republicano do Sisu". O pró-reitor de Graduação da UFC, Custódio Almeida, disse que as acusações não têm "fundamento". / COLABOROU HENRIQUE MAIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.