Procuradora acusada de agressão depõe há mais de 3h

A procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia Sant''Anna Gomes, suspeita de agredir e torturar uma criança de 2 anos e 10 meses, presta depoimento desde por volta das 15h no 13º Distrito Policial (DP), em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro. Ela chegou acompanhada de seu advogado, Jair Leite Pereira, e não falou com a imprensa.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

29 Abril 2010 | 18h06

Ex-funcionárias da procuradora denunciaram o caso de maus tratos à polícia. As empregadas afirmaram que a menina, que estava provisoriamente sob a guarda dela, apanhava constantemente. Embora o advogado da procuradora negue as acusações, ontem o Ministério Público Estadual (MPE) entrou com representação contra Vera Lúcia por ela infringir um artigo do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Os promotores querem que ela pague multa. As promotorias de Infância e Juventude do Rio pretendem ingressar ainda com ação de indenização por danos morais por causa das humilhações e ofensas sofridas pela criança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.