Produtor deve ficar atento à erosão

Semana de tempo nublado e chuvoso em praticamente todo o Estado de São Paulo. Com isso, o armazenamento hídrico dos solos continua subindo. Apenas em Jaboticabal, Ilha Solteira e Piracicaba houve deficiência hídrica, o que dificulta a semeadura das lavouras anuais e exige uso de irrigação nas áreas de produção de hortaliças e legumes. Nas demais regiões a condição do tempo é favorável à safra de verão e os produtores torcem para que o clima mantenha essa tendência, compensando em parte a redução no uso de adubos e defensivos, conseqüência do alto custo dos insumos e da dificuldade na obtenção de crédito. Os pastos também têm condições favoráveis de desenvolvimento. A comercialização de boi gordo, contudo, continua lenta em todas as praças por causa da baixa oferta de animais. O setor leiteiro também segue favorecido pelo clima, mas o excesso de leite no mercado mantém os preços abaixo do custo de produção. A elevação da temperatura noturna e a boa distribuição da chuva retardaram a maturação da laranja em Limeira, Araraquara e Matão, mantendo a qualidade do suco abaixo do ponto normalmente observado nesta época do ano. Apesar do calor, os produtores encontram dificuldades para entregar a fruta nas indústrias. As condições do tempo, contudo, favorecem a formação da produção que será colhida na próxima safra. As chuvas intensas desta época do ano têm grande potencial para causar erosão em lavouras de milho e soja em fase inicial de desenvolvimento, com solo parcialmente exposto. Nas áreas sistematizadas e com plantio direto, a erosão é eliminada, com aumento da produtividade. *Fábio Marin é pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária. Para mais informações sobre tempo e clima, acesse www.agritempo.gov.br

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.