Produtor diz que rotação depende de monitoramento

Plantar cana e soja não é novidade para Francisco Manoel Borsato, agrônomo com formação na Esalq/USP, que há 5 anos faz rotação com as duas culturas em áreas próprias e arrendadas. ''''O ideal é retirar a soja e já entrar com a cana'''', explica. ''''O plantio direto da soja na palha da cana também funciona mas não é aconselhável. O melhor é seguir o rodízio e fazer o plantio direto da cana na soja'''', ensina. Borsato explica que o sucesso deste tipo de sistema depende de planejamento e do monitoramento constante do solo. ''''A cana é mais resistente que a soja. Cada uma é suscetível a doenças diferentes''''. Na visão do produtor, as duas culturas não concorrem entre si, mas agregam valor uma a outra. ''''A cana está firme, é a bola da vez em nossa região, que tem tradição no setor. A soja sempre teve mercado''''.

O Estado de S.Paulo

25 Julho 2007 | 02h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.