Produtores bloqueiam estrada em protesto no MT

Produtores do Mato Grosso decidiram unir forças contra a retirada das famílias da terra indígena Marãiwatsédé, no norte de Mato Grosso, determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Eles estão bloqueando cidades diferentes ao longo da BR-158 que liga Goiás, Mato Grosso e Pará.

FÁTIMA LESSA, ESPECIAL PARA A AGÊNCIA ESTADO, Agência Estado

12 Dezembro 2012 | 20h13

Na tarde desta quarta-feira, entre 15h e 17h, eles bloquearam a rodovia federal em Barra do Garças. Na quinta-feira, a interdição será entre as 9h e 11h. Os produtores já fecharam a BR-158 em Ribeirão Cascalheira, Água Boa e Nova Xavantina. Também está previsto o fechamento de rodovias em Primavera do Leste e Rondonópolis ao longo da semana.

O coordenador da ação, o inspetor Fabiano Jandrei da Polícia Rodoviária Federal, disse que "a situação é caótica e não há como a polícia resolver". Nesta quarta-feira, a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso reforçou o efetivo e a frota como "medida de segurança dos colegas". "Estamos tentando cumprir a ordem judicial sem confronto", disse o inspetor.

O presidente do Sindicato Rural de Barra do Garças, Rodrigo Ragiotto, informou que há mobilização em todas as regiões do Mato Grosso.

O bloqueio da BR-158 em trechos diferentes já provoca desabastecimento, principalmente em Alto da Boa Vista. Lá, faltam gêneros alimentícios e as prateleiras estão vazias em supermercados. Segundo comerciantes, não há mais verduras, frios e laticínios. O estoque na cidade, de acordo com os lojistas, não dá para atender mais de 10 dias.

Mais conteúdo sobre:
índios desocupação MT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.