Produtores do RS lançam Alerta Verde contra Abril Vermelho

Iniciativa é contraponto à jornada do MST pela reforma agrária e quer detectar mobilizações dos sem-terra

Elder Oligari, de O Estado de S. Paulo,

31 de março de 2009 | 18h15

Cerca de 500 produtores rurais do Rio Grande do Sul lançaram nesta terça-feira, 31, o movimento Alerta Verde como contraponto ao Abril Vermelho do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), em Candiota, na zona sul do Estado. O presidente da Associação e Sindicato Rural de Bagé, Eduardo Moglia Suñé, disse que os agropecuaristas vão monitorar estradas e fazer vigílias durante todo o mês de abril para detectar eventuais mobilizações dos sem-terra e evitar invasões.

O primeiro ato do Alerta Verde foi uma carreata que percorreu as principais ruas de Bagé e a BR-293, até Candiota, chamando a atenção da população para a produtividade e a renda produzida pelo agronegócio. O segundo foi uma assembleia de lançamento do movimento. E para encerrar as atividades do dia, os produtores seguiram até a Fazenda Aroeira, da Votorantim Celulose e Papel (VCP), onde, em ato de apoio às atividades da empresa na região, replantaram os cerca de 1,6 mil eucaliptos que militantes da Via Campesina haviam derrubado no início do mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.